https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/issue/feed Paubrasilia 2019-06-26T01:18:29+00:00 Jaílson Santos de Novais jailson.novais@ufsb.edu.br Open Journal Systems <p>A revista&nbsp;<strong><em>Paubrasilia</em></strong> (ISSN 2595-6752) é uma publicação eletrônica oficial do Jardim Botânico FLORAS e aceita trabalhos científicos originais em botânica, abrangendo manuscritos inéditos claramente vinculados a essa área, decorrentes de estudos e pesquisas sobre: coleções, conservação e divulgação científica;&nbsp;etnobotânica e botânica econômica;&nbsp;ensino de botânica e educação ambiental; biogeografia e sistemática; biologia reprodutiva e ecologia;&nbsp;botânica estrutural, palinologia e paleobotânica; e fisiologia e biotecnologia.</p> https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/article/view/20 Expediente 2019-06-26T01:18:29+00:00 2019-05-21T00:00:00+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/article/view/14 Análise volumétrica do pólen de Attalea funifera Mart. (Arecaceae) em amostras de pólen apícola do litoral do baixo sul da Bahia, Brasil 2019-06-26T01:18:27+00:00 Rodolfo de França Alves rodolfoalves_18@hotmail.com Francisco de Assis Ribeiro dos Santos fasantos@uefs.br <p>Foi realizada a análise volumétrica do pólen de <em>Attalea funifera</em> Mart. (Arecaceae) em amostras de pólen apícola comercializadas no município de Nilo Peçanha, Bahia, no período de maio a novembro de 2014. As amostras foram identificadas e quantificadas, no intuito de determinar a origem botânica e a importância de <em>A. funifera</em> na composição do pólen apícola, sob o aspecto volumétrico. O espectro polínico foi composto por 23 tipos polínicos distribuídos em 13 famílias botânicas, tendo como as mais representativas as famílias Fabaceae, Euphorbiaceae e Asteraceae. O tipo polínico mais frequente foi <em>Mimosa pudica</em>, porém, as análises volumétricas apontaram <em>A. funifera</em> como o mais importante na constituição do pólen coletado. Portanto, com base no volume (93.974,70 µm³), verifica-se o potencial do pólen de <em>A. funifera</em> em amostras de pólen apícola e, consequentemente, a importância de análises volumétricas em adição às análises quantitativas e de frequência.</p> 2019-05-21T19:47:11+00:00 ##submission.copyrightStatement##