Emergência de plântulas de Gallesia integrifolia (Spreng.) Harms (Petiveriaceae) em função do substrato e das condições de armazenamento das sementes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33447/paubrasilia.2023.0112

Palavras-chave:

Germinação, Pau d'alho, Vermiculita

Resumo

Gallesia integrifolia (Spreng.) Harms, conhecida como pau-d’alho, ocorre em diversos estados brasileiros e pouco se sabe sobre a germinação de suas sementes. Assim, este trabalho objetivou avaliar a emergência de plântulas desta espécie em função do armazenamento das sementes e de diferentes substratos para a semeadura. Foram testados cinco períodos de armazenamento (45, 60, 90, 120 e 365 dias), quatro condições de armazenamento (sacos plásticos e de papel kraft colocados em temperatura e umidade ambiente e câmara fria) e seis composições de substrato (areia, terra vegetal, vermiculita, areia + terra vegetal, areia + vermiculita e terra vegetal + vermiculita). A vermiculita e as misturas de vermiculita com areia e terra vegetal são os substratos que promoveram maiores porcentagens de emergência. Quanto ao armazenamento, o fator período depende das condições, sendo os maiores valores de emergência obtidos com o armazenamento em saco plástico em câmara fria por 120 dias.

Biografia do Autor

Pamela da Silva, Faculdade de Tecnologia de Jahu

Graduada em Tecnologia em Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Faculdade de Tecnologia de Jahu no ano de 2020.

Natália Arias Galastri, Faculdade de Tecnologia de Jahu

Possuo doutorado em Biologia Vegetal pelo Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte; mestrado em botânica pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas (Botânica) do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista, UNESP, Botucatu; e graduação em Ciências Biológicas modalidade Licenciatura pela Universidade Estadual Paulista, UNESP, Botucatu. Desde fevereiro/2009 sou Professora de Ensino Superior da Faculdade de Tecnologia de Jahu, FATEC-JAHU (Jaú, SP).Tenho experiência na área de Botânica, com ênfase em Anatomia Vegetal, atuando principalmente em anatomia de órgãos reprodutivos. Também atuo nas áreas de arborização urbana, germinação seminal e monitoramento limnológico de recursos hídricos.

Frederico Fregolente Faracco Mazziero, Instituto Pró-Terra

Mestre em botânica pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde atuou com taxonomia e ecologia de samambaias e licófitas. Formado em Ciências Biológicas pela Universidade do Sagrado Coração (USC) e em Tecnologia em Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Faculdade de Tecnologia de Jahu (FATEC - Jahu), em ambos os casos trabalhando com levantamentos florísticos e fitossociológicos em remanescentes de vegetação do interior paulista. Atualmente trabalha como consultor realizando monitoramentos e levantamentos relacionados com a flora.

Juliana Iassia Gimenez, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis, Fundação Educacional de Penápolis

Possui graduação em Ciências Biológicas - modalidade Licenciatura, pela Fundação Educacional de Penápolis (2007). Realizou aperfeiçoamento em Fisiologia Vegetal no Departamento de Botânica do Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Botucatu. Realizou Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado na área de concentração em Fisiologia e Bioquímica Vegetal, pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Botânica) - Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Botucatu. Atualmente é docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - FAFIPE, mantida pela Fundação Educacional de Penápolis - FUNEPE, Penápolis-SP.

Downloads

Publicado

20.10.2023

Como Citar

SILVA, Pamela da; GALASTRI, Natália Arias; MAZZIERO, Frederico Fregolente Faracco; GIMENEZ, Juliana Iassia. Emergência de plântulas de Gallesia integrifolia (Spreng.) Harms (Petiveriaceae) em função do substrato e das condições de armazenamento das sementes. Paubrasilia, Porto Seguro, v. 6, p. e112, 2023. DOI: 10.33447/paubrasilia.2023.0112. Disponível em: https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/article/view/112. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos