Divulgação científica nas escolas: a importância da polinização das flores na agricultura

Autores

  • Aurea Andrea Tavares Rodrigues Universidade Estadual do Piauí
  • Marcos Vinicius Meiado Universidade Federal de Sergipe https://orcid.org/0000-0002-9334-5985
  • Sheila Milena Neves de Araújo Soares Universidade Estadual do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.33447/paubrasilia.2022.e0084

Palavras-chave:

Atributos florais, Ensino de botânica, Espécies agrícolas, Intervenções didáticas, Popularização da ciência

Resumo

A botânica é uma área da biologia que possui uma grande importância científica, econômica e cultural, com influência na qualidade de vida e na sobrevivência humana, mas cujo ensino é considerado difícil. Diante disso, é necessário buscar estratégias de ensino, como a divulgação científica que pode funcionar como uma ferramenta de ensino. Para aproximar estudantes do 2° ano do ensino médio de três unidades escolares estaduais de São Raimundo Nonato Piauí ao tema de botânica e melhorar o processo de ensino-aprendizagem, esse trabalho utilizou uma pequena pesquisa sobre polinização de espécies agrícolas cultivadas na microrregião. A atividade pedagógica se deu por meio de palestras, modelos didáticos e jogo. Ao comparar a média dos alunos antes e depois das intervenções didáticas, os resultados mostram que as atividades em divulgação científica podem auxiliar na construção do conhecimento dos alunos no processo de ensino-aprendizagem e possibilita uma maior fixação dos conteúdos de botânica.

 

Biografia do Autor

Marcos Vinicius Meiado, Universidade Federal de Sergipe

Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado pela Universidade Federal de Pernambuco (2005), Mestrado (2008) e Doutorado (2012) em Biologia Vegetal pela mesma instituição. Atualmente é professor do Departamento de Biociências (DBCI), da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Ecofisiologia Vegetal de Ambientes Semiáridos, atuando, principalmente, nos seguintes temas: alelopatia, banco de sementes do solo, Cactaceae, conservação de espécies ameaçadas de extinção, desenvolvimento inicial, germinação e memória hídrica de sementes. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação (PPEC / UFS São Cristóvão), onde realiza estudos e orienta trabalhos nas linhas de pesquisa "Biodiversidade da Caatinga" e "Restauração de Áreas Degradadas"; bem como do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais (PPGCN / UFS Itabaiana), orientando na linha de pesquisa "Biodiversidade e Meio Ambiente".

Sheila Milena Neves de Araújo Soares, Universidade Estadual do Piauí

Bióloga formada pela Universidade Federal do Piauí (2007). Mestre (2009) e Doutora (2015) em Biologia Vegetal pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal (PPGBV) da Universidade Federal de Pernambuco, ambos com ênfase Ecologia e linha de pesquisa em Ecologia da Polinização. Atualmente Professora Adjunto com dedicação exclusiva do curso de Licenciatura Plena em Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Piauí (Desde 2009).

Downloads

Publicado

09.09.2022

Como Citar

RODRIGUES , A. A. T.; MEIADO, M. V. .; SOARES, S. M. N. de A. Divulgação científica nas escolas: a importância da polinização das flores na agricultura. Paubrasilia, Porto Seguro, v. 5, p. e84, 2022. DOI: 10.33447/paubrasilia.2022.e0084. Disponível em: https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/article/view/84. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos