Riqueza e distribuição das Fabaceae Lindl. em comunidades vegetais do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33447/paubrasilia.2021.e0071

Palavras-chave:

restingas do estado do Rio de Janeiro, Mata Atlântica, zona costeira, mosaico de vegetação, conservação

Resumo

As restingas do estado do Rio de Janeiro se caracterizam por elevada diversidade de hábitats e riqueza florística. O Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba (PNRJ) se destaca como o maior remanescente contínuo de restinga no Brasil e apresenta 10 comunidades vegetais distintas. Este trabalho objetiva apresentar a lista atualizada das Fabaceae no PNRJ e analisar e discutir a distribuição das espécies por fitofisionomia existente. 56 espécies e uma variedade, subordinadas a 33 gêneros de Fabaceae foram registradas no PNRJ, o que equivale a cerca de 36% das espécies e 51% dos gêneros citados para as restingas do estado do estado. Os resultados indicam a importância das Fabaceae na composição florística do PNRJ, com ocorrência confirmada em oito das comunidades vegetais. A mata de cordão arenoso é a comunidade com maior riqueza (24 espécies). O hábito arbóreo é o mais frequente e apenas três espécies possuem ampla distribuição nas comunidades vegetais no PNRJ.

Downloads

Publicado

23.12.2021

Como Citar

CASTILHORI, Marcelo Fraga; CALLADO, Cátia Henriques; LIMA, Haroldo Cavalcante de. Riqueza e distribuição das Fabaceae Lindl. em comunidades vegetais do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba. Paubrasilia, Porto Seguro, v. 4, p. e0071, 2021. DOI: 10.33447/paubrasilia.2021.e0071. Disponível em: https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/article/view/71. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)