Fitossociologia do componente arbóreo-arbustivo da mata ciliar do Riacho da Cutia, Boa Vista do Tupim, Bahia, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33447/paubrasilia.2023.0089

Palavras-chave:

Florística, Composição florestal, Vegetação remanescente

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar a fitossociologia do estrato arbóreo-arbustivo de um segmento de mata ciliar do Riacho da Cutia, em Boa Vista do Tupim, Bahia. Foram alocados na área 34 transectos de 50 m com pontos estabelecidos a cada 10 m. Registraram-se 816 indivíduos distribuídos em 64 gêneros, 28 famílias e 83 espécies. O maior IVI foi de Astronium urundeuva (M. Allemão) Engl. (31,98%) e da família Fabaceae (79,01%); já a espécie mais adaptada foi Colicodendron yco (Mart.) Mart. A densidade foi de 307 indivíduos.ha-1 e a área basal, 10,6 cm2.ha-1. O índice de diversidade de Shannon-Wiener foi H’ = 3,484 e de equabilidade de Pielou, J’= 0,780. Não houve o prevalecimento de espécies pioneiras na área. As informações fitossociológicas do componente arbóreo-arbustivo podem colaborar para futuros projetos de restauração ecológica ou recuperação das matas ciliares no trecho médio da Bacia Hidrográfica do Paraguaçu.

Biografia do Autor

Daniel de Almeida Ferreira, Universidade Estadual de Feira de Santana

Graduando em Agronomia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) (2018); Foi monitor voluntário do do Programa de Monitoria Voluntária da UEFS (2019), sob a orientação da Profa. Dra. Olívia Maria Bastos Costa; Foi bolsista UEFS de Extensão (2019-2020), sob a orientação do Prof. Dr. Flávio França; É bolsista UEFS de Iniciação Científica (2020-2022), sob a orientação do Prof. Dr. Flávio França; Integrou o projeto de extensão Implantação da Biblioteca do Dispensário Santana (PROEX/UEFS); Integra a equipe do projeto de pesquisa Matas Ciliares na Bacia do Rio Paraguaçu (Bahia, Brasil) (PPPG/UEFS); É integrante do Grupo de Estudos Botânica Nossa de Todo Dia (GEBNTD/UEFS); É membro da Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil (FEAB), construindo o componente FEAB-Feira; É autor do E-Book Catadores de palavras: reciclando o lixo através da poesia; Se interessa por Educação Ambiental, Literatura, Botânica, Recursos Florestais, Fitossociologia, Fitogeografia, Restauração ecológica; e Recuperação de áreas degradadas. 

Flávio França, Universidade Estadual de Feira de Santana

Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado Em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília (1988), mestrado em Botânica pela Universidade Federal do Paraná (1992) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (2003). Tem o curso de Graduação em Letras pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (2015). Especialista (2017) e Mestre (2019) em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Doutorando no programa de pós-graduação em estudos linguísticos (PPGEL-UEFS) . Formado em Flauta Transversal no Centro de Cultura e Arte (CUCA-UEFS )(2017). Atualmente é professor Pleno da UEFS. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamos atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos sistemáticos em Lamiales (Aegiphila, Vitex) e Myrtales (Vochysiaceae), florística e Fitossociologia do semiárido (Inselbergues, Matas ciliares, caracterização de vegetações). Na extensão universitária, trabalha com Biblioteca Escolar (Biblioteca Esperança, Escola Irmã Rosa Aparecida, Dispensário Santana) e no ensino coletivo de instrumentos musicais (Flauta Transversal). Na área de Literatura produz poesia e estuda aspectos botânicos de obras literárias. 

Efigênia de Melo, Universidade Estadual de Feira de Santana

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Paraná (1987), mestrado em Botânica pela Universidade Federal do Paraná (1991) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é professor titular da Universidade Estadual de Feira de Santana. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Fanerógamos, atuando principalmente nos seguintes temas: semi-árido, bahia, florística, polygonaceae e chapada diamantina. 

Downloads

Publicado

29.04.2023

Como Citar

FERREIRA, Daniel de Almeida; FRANÇA, Flávio; MELO, Efigênia de. Fitossociologia do componente arbóreo-arbustivo da mata ciliar do Riacho da Cutia, Boa Vista do Tupim, Bahia, Brasil. Paubrasilia, Porto Seguro, v. 6, p. e89, 2023. DOI: 10.33447/paubrasilia.2023.0089. Disponível em: https://periodicos.ufsb.edu.br/index.php/paubrasilia/article/view/89. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos